Reproduzimos a seguir matéria do Jornal A Nova Democracia. Reafirmamos nossa participação ativa nessa luta e convocamos todos nossos ativistas a comparecerem na manifestação do dia 30!

Mais de 2 mil estudantes vindos de diversas regiões da cidade de São Paulo agitaram o centro da cidade com uma enorme manifestação, na manhã de 16 de agosto. O ato concentrou-se no vão do Museu de Arte de São Paulo, às 9 horas, e marcharam até a Assembleia Legislativa do Estado, em frente ao Comando do II Exército.

 

No dia 04 de abril, o MEC apresentou a sua Base Nacional Comum Curricular - BNCC, que será o documento que vai servir de referência a todas as escolas do país. 60% da carga horária será Português e Matemática. 40% será dividido entre linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza. Outra opção é optar por ensino técnico profissionalizante nos 40%.Um pouco antes, no dia 06 de março, surgiu a “proposta” do Conselho Nacional de Educação - CNE - para as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio: impôr EaD’s (Ensino a Distância) dos 40% de conteúdos opcionais, no caso de Ensino Médio regular, e 100%, nos casos de Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Sua desculpa é “baratear os custos”.

Reproduzimos a convocatória da Executiva Nacional de Estudantes da Pedagogia (ExNEPe) sobre a luta contra a BNCC, também declaramos nossa concordância e convocamos igualmente a todas as nossas bases no Brasil por lutarem resolutamente contra essa BNCC do MEC, contra a privatização do Ensino Público.

Republicamos texto da FERP-Chile 200 Años, La Rebelión Se Justifica N°19:

Johanna Bertha Julie von Westphalen, ou Jenny, como chamavam-na, nasceu em 12 de fevereiro de 1814 no seio de uma conhecida família aristocrata alemã (antes Prússia), mas decidida a renunciar a seus privilégios e a lutar pela classe operária.