Publicamos a seguir artigo assinado pela Executiva Nacional de Estudantes da Pedagogia (ExNEPe) que esclarece sobre as políticas aplicadas na Educação Brasileira pelo MEC, de forma planificada e tramada pelo imperialismo ianque através de seu Banco Mundial.

Manifestamos concordância integral com a análise das companheiras e companheiros da Pedagogia.

 

Artigo da ExNEPe publicado no Boletim “Balanço do Vitorioso 39º ENEPe”, julho de 2019.

Na atual situação política pela qual passa o nosso país e o nosso povo de crise profunda do capitalismo mundial e crise geral do capitalismo em nosso país, tem sido mais e mais atacados os direitos fundamentais de nosso povo: a liberdade de organização, expressão e manifestação. Além da exploração ainda maior do trabalho de nosso povo por meio de medidas como a “reforma” Trabalhista e a “reforma” da Previdência. É nesse contexto que se encontram as políticas educacionais que são aplicadas ao Brasil nosso país no período recente.

 

Bandido Negro

Castro Alves

Corre, corre, sangue do cativo
Cai, cai, orvalho de sangue
Germina, cresce, colheita vingadora
A ti, segador a ti. Está madura.
Aguça tua fouce, aguça, aguça tua fouce.

(E. SUE - Canto dos filhos de Agar)

Trema a terra de susto aterrada...
Minha égua veloz, desgrenhada,
Negra, escura nas lapas voou.
Trema o céu ... ó ruína! ó desgraça!
Porque o negro bandido é quem passa,
Porque o negro bandido bradou:

A seguir reproduzimos o manifesto do grupo de R.A.P. combativo Ameaça Vermelha (AV)

Ameaça Vermelha

Surgido em 2015, o Ameaça Vermelha é fruto do processo revolucionário que avança no Brasil. Assumindo um papel de propagandear a Revolução de Nova Democracia ininterrupta ao Socialismo, como ÚNICO caminho possível para a emancipação da classe trabalhadora e a construção de um novo mundo sem a exploração do homem pelo homem.

 

A seguir, reproduzimos fotos e vídeos da Greve Nacional da Educação, que ocorreu no dia 13 de Agosto em todo o país.

Mais uma vez, a juventude combatente tomou às ruas, gritou as consignas de "Greve Geral de Resistência Nacional", "Fora Ianques da América Latina", "Fora de Gaza Israel fascista!" e "Nem Bolsonaro, Nem Mourão, Nem Congresso de Corruptos e Fora Forças Armadas Reacionárias!".

A juventude também incendiou as bandeira fascistas e genocidas do imperialismo ianque e seu cão de guarda de Israel.

Foi demonstrado o caráter internacionalista das manifestações da juventude com a solidariedade aos presos políticos na França, perseguidos pelo imperialismo francês em função das jornadas de luta dos "Jalecos Amarelos".

Confira as fotos e vídeos: