Nos dias 14 e 15/10, a Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária – realizou um encontro estudal na cidade de São Paulo (SP). O evento ocorreu no Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de São Paulo (DCE-Unifesp), no Centro-Sul da capital paulista, e contou com a presença massiva dos ativistas da Organização de comitês da Capital, Regiões Metropolitadas e Interior do Estado. 

 

O adolescente Luan Gabriel Nogueira de Souza, de 14 anos, estava indo comprar um pacote de bolacha para saciar sua fome antes do almoço, quando teve sua vida interrompida com um tiro na nuca realizada por agentes do Polícia Militar de Alckmin/PSDB no último domingo, 5 de novembro de 2017.

 

O grupo de rap Ameaça Vermelha lança música sobre a chacina de camponeses em Pau D'Arco.

https://www.youtube.com/embed/z5e7muLMQPA

LETRA:

 

rebeldia_das_massas_3

 

Importante tese do Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR) que deslinda o caminho entre um movimento estudantil democrático e revolucionário e de um movimento burocrático eleitoreiro representado pelas organizações pelegas UNE-UBES e as siglas do Partido Único. Nós da Unidade Vermelha - Liga da Juventude Revolucionária manifestamos acordo e tomamos posição pelo primeiro caminho em nosso trabalho junto à juventude secundarista.

 

    Os ataques do governo contra o ensino público estão cada vez mais graves. A situação das escolas e universidades é drástica e demanda que todos os estudantes se posicionem decididamente! Os próximos anos serão uma verdadeira guerra em defesa do nosso direito de estudar e aprender, para barrar a privatização da educação e arrancar na marra as melhorias no ensino que tanto precisamos e desejamos. Mas, para construir a educação que queremos, precisamos nos armar do principal instrumento de luta e resistência: nossa organização!
    Hoje, mais do que nunca, é fundamental fortalecermos o movimento estudantil independente dos governos, democrático, combativo e revolucionário e isto só será possível se traçarmos uma clara linha de demarcação entre os que lutam e os que fingem lutar.