Com informações do Blog da Redação AND.

A juventude combatente impôs contundente resposta ao gerenciamento reacionário, antipovo e vende-pátria de Temer/PMDB em manifestação contra a PEC 55, na tarde de 11 de dezembro último, em Curitiba-PR. A manifestação contou com a presença de 200 pessoas e marchou pelas ruas do centro da cidade.

Antes mesmo de começar, o protesto foi atacado por setores do oportunismo eleitoreiro que tentaram liquidar sua realização, contando com pleno rechaço da juventude combatente que deu o tom da manifestação.

Um bloco vermelho, composto por organizações e movimentos independentes e combativos como a Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária (UV-LJR), Comitê de Solidariedade à Luta dos Povos (CSLP), Coletivo Quebrando Muros e estudantes secundaristas que tomaram parte das ocupações de escolas, puxou palavras de ordem contra a farsa eleitoral, pela greve geral, contra a PEC 55 e a necessidade de uma Grande Revolução.

A juventude combatente protestou quebrando vidraças de bancos e demais símbolos do capitalismo burocrático moribundo. Inscrições foram deixadas nos muros reafirmando as consignas. O ato foi encerrado solidarizando-se com os estudantes ocupados na EMBAP (Escola de Música e Belas Artes do Paraná), universidade estadual que permanece , em conjunto com a FAP (Faculdade de Artes do Paraná), na disposição de resistir à reintegração de posse, marcada para esta semana.