Com informações do Blog da Redação AND

Um importante ato organizado por estudantes secundaristas e ativistas da Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária (UV) rechaçou os ataques do gerenciamento Temer/PMDB à educação, na manhã deste 9 de dezembro, em Belo Horizonte (MG).

O ato foi organizado pelos ativistas e estudantes das escolas Desembargador Rodrigues Campos, Celso Machado e Francisco Bicalho. Com início às 12h, enfrentou com combatividade todas as tentativas policiais de intimidar e dispersar o protesto.

Em um dado momento do ato, a vice-diretora da escola Rodrigues Campos agiu com arrogância, bradando para que os alunos que não ficassem em frente à escola.

Para realizar a dispersão, a PM foi chamada. Policiais desceram da viatura abrindo o camburão e tentando intimidar o grupo de alunos com toda sorte de ameaças e atitudes impróprias às circunstâncias, como a atitude do responsável pela patrulha que o tempo todo ameaçava os estudantes com a mão encostada na arma de fogo. Assim que chegaram, a “autoridade” policial ordenou que o ato fosse dispersado e sem nenhuma moral entre os estudantes, não pôde mais que ser ignorado.

O ato concluiu-se sem nenhuma ocorrência de confrontos ou agressões por parte da repressão fascista deste velho Estado.