Com informações do Blog da Redação AND

Na tarde do dia 30 de julho foi realizado na Ocupação urbana Aqualtune, no bairro de Pinheiros em São Paulo, um debate acerca da situação política internacional e do 30º Aniversário do Dia da Heroicidade no Peru, relembrando a brava resistência dos presos políticos do Peru que transformaram os presídios do velho Estado peruano em “luminosas trincheiras de combate”, conforme política adotada pelo Partido Comunista do Peru (PCP). Na ocasião, 19 de junho de 1986, mais de 250 presos foram assassinados no presídio de El Frontón, enfrentando sem recuar as forças de repressão e empreendendo derrota moral e política à facínora gerência de Alan Garcia.

Na mesa, estiveram presentes uma representante do Movimento Feminino Popular (MFP), um representante da Unidade Vermelha e, como convidado especial, o Diretor Geral do Jornal A Nova Democracia, Professor Fausto Arruda. Foi montada uma banquinha do Comitê de Apoio ao AND – SP, com a venda de jornais e livros. Cerca de 35 pessoas estiveram presentes, entoando canções e palavras de ordem com vigor e prestando também uma homenagem especial à companheira Sandra Lima, fundadora do MFP e grande militante revolucionária, falecida no dia 27 de julho.

Nas diversas falas dos participantes, em sua maioria a juventude combatente, foi ressaltado o quão farsante é o jogo político eleitoreiro: “Nós devemos fazer grandes mobilizações de boicote à farsa eleitoral, dizer um grande ‘não’ a toda essa corja que engana nosso povo para gerenciar os negócios da grande burguesia e latifundiários”, afirmou uma jovem estudante, que em seguida bradou palavra de ordem junto aos demais presentes: “Eleição é farsa, não muda nada não! Organizar o povo pra fazer Revolução!”